Boletim de Junho de 2010

oletim do Conselho de Pastores de Ribeirão Preto
R. Prudente de Morais, 2160, Vila Seixas, CEP. 14015-100, Fone: 3964-6113

www.cprp.com.br

www.conselhodepastoresrp.blogspot.com

Junho de 2010 Número 06/2010

CNPJ nº 02.148.158/0001-39 BANCO ITAÚ Ag. 0332 C/C nº 93652-5

Próxima Reunião

Mês de Junho de 2010

A próxima reunião do Conselho de Pastores será na próxima terça-feira, 08/06, a partir das 8 h da manhã, com café da manhã, no templo da Comunidade Evangélica El Shaddai, Pr. Gladstone de Souza Nascimento, à Rua Alfredo Poggi, 330, Pq dos Servidores, Fone: 3617-7678.

Devocional

RETIRO DE PASTORES

Queridos pastores, paz!
O nosso retiro de pastores foi uma bênção!
Agradecemos aos que puderam estar presentes, bem como aos que nos apoiaram com as orações.
Durante o dia, através do compartilhamento de cada um, percebemos Deus nos conduzindo para refletirmos sobre a necessidade de se resgatar alguns valores:
1. Simplicidade – Talvez nossos ministérios corram o risco de abraçar tarefas que Deus nunca nos pediu. É possível que o nosso ativismo esteja nos distanciando do que é mais importante: o amor, a fé, a comunhão entre os irmãos, de forma simples. A simplicidade como necessária principalmente para dar lugar à ação divina, na medida em que percebemos a tentação de montarmos estruturas que substituam a presença e o agir de Deus, enquanto nos sobrecarregam e nos desviam do foco principal.
2. Conteúdo – Pedro e João disseram que não tinham ouro nem prata, mas o que tinham, davam: “Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta e anda!” Precisamos orar para que não se dê o caso de termos abundantemente ouro e prata, porém, andemos desprovidos de intimidade com Jesus, no nome de quem todas as coisas são possíveis.
3. Família – Sentimos que de fato não podemos ganhar o mundo e perder a família. Nossos entes queridos precisam de Jesus tanto quanto os de fora; mas nossas prioridades muitas vezes invertidas, não nos permitem perceber o clamor dos que estão tão próximos a nós.
4. Pastoreio – Um dos textos citados foi o de Davi contra Golias, quando ele soube abrir mão da armadura de Saul pela vestimenta de pastor, com a qual venceu seu inimigo. Lembrando-nos do capacete de bronze como figura da estrutura de mente de Saul que o fazia temer Golias, como céus de bronze, fechados para o derramar das chuvas.
5. Esperança dos céus – Sentimos a necessidade de orar pela igreja, para que ela realmente tenha expectativas voltadas para a vida futura nos céus. Enquanto vivemos tempos em que o evangelho pregado muitas vezes diz respeito somente ao aqui e agora, às conquistas materiais, ao reino terreno, etc., sentimos que precisamos pedir perdão ao Senhor por um espírito apegado, ansioso e materialista, suplicando-lhe a capacitação pela graça para vivermos a vida cristã aqui na terra com sobriedade, sem avareza nem ganância, por causa da esperança que nos está preservada nos céus.
6. Vinho novo em odres novos – Através dos testemunhos pudemos perceber a necessidade de liberação de alguns ministérios, impedidos de fluírem por conta de traumas passados e experiências que não edificaram. Somente quando paramos um pouco é que conseguimos ouvir Deus nos falando acerca da nossa esterilidade em algumas áreas, e da necessidade de uma renovação de mente, fruto da revelação das Escrituras em nosso interior.
7. Paternidade – Como pastores também ocupamos a posição de pai na vida de muitas pessoas. Pastores que na infância tiveram situações de turbulência na relação com seus pais, podem manifestar dificuldades no exercício da paternidade para com suas ovelhas. Refletimos sobre isso e oramos para que uma nova visão seja estabelecida no coração de cada pastor, a fim de podermos, de uma forma mais eficaz, ajudar a preencher o vazio e satisfazer a carência na alma de muitos.
8. Mentoreamento – Algo relacionado ao que foi dito acima, reconhecemos também que nenhum pastor deveria caminhar sozinho. Precisamos de pessoas com quem possamos abrir o coração, pedir conselhos e buscar suporte. Pedimos a graça divina para que o conselho de pastores possa, não de maneira formal, mas através dos relacionamentos aprofundados entre nós, suprir tal necessidade e assim tenhamos pastores que caminhem com maior segurança e estabilidade.
9. Relacionamento – Vimos que precisamos de mais retiros como esse para nos conhecermos melhor e aprofundar os relacionamentos. Foi sugerido que tenhamos, pelo menos, mais 2 até o final do ano, além das vigílias mensais que pretendemos realizar também.
10. Presença – Estiveram presentes no retiro os seguintes irmãos:
John, Myron, Alceu, Samuel, César, Joyce, Jânio, Wilson, Jean, Antonio.
Agradecemos ao John e ao seu pai, Bob, que nos cederam o espaço tão abençoado para a realização desse retiro. Que o Senhor nos abençoe e nos dê a graça para aplicarmos suas direções.
Com amor,
Wilson

Queridas Pastoras, No dia 14/06, teremos nossa próxima reunião, que acontecerá na Comunidade Cristã de Ribeirão Preto, Rua Japurá, 829, Ipiranga, às 15:00h. Espero ver todas lá. Graça e paz, Pra. Naildete

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *